A geração atual queixa-se muito do aumento nos níveis da ansiedade. E não é para menos. Especialmente as pessoas que estudam para concursos, precisam gerenciar a ansiedade no dia da prova. 

As expectativas e preocupações nos fazem exagerar nas cobranças em nós mesmos. Muitas coisas estão em jogo, especialmente o futuro profissional, a estabilidade financeira e a realização profissional.

Lidar com toda a pressão, de fato, é uma tarefa complexa. Porém, não é impossível. 

Nesta publicação, estarão dicas práticas de quem já passou pela mesma situação. Vou apresentar sugestões pessoais de como evitar o acúmulo de stress, concentrar-se no momento da prova e contornar o famoso “branco”. 

Continue acompanhando!

Como não acumular stress

A bem da verdade, a ansiedade no dia da prova não é pontual. Ela consiste no ápice do acúmulo de stress a médio e longo prazo.

O corpo humano responde ao perigo de três maneiras: lutando, fugindo ou ficando estático. Muitas vezes, interpretamos a avaliação pela qual estamos passando como um perigo, em especial devido às chances de fracasso. 

Não é por mero acaso que tem gente que sequer comparece no dia do concurso. Outras pessoas têm um “branco” e ficam sem ação diante da prova. Contudo, precisamos nos esforçar para o embate e para enfrentar o desafio dando o nosso melhor.

Diante disso tudo, apesar de o nervosismo parecer um vilão, quando bem administrado ele pode vir a se tornar um aliado. Afirmo isso porque, querendo ou não, a inquietação serve como estímulo para estudarmos e nos prepararmos, superando as próprias expectativas.

Minha recomendação é que, aos primeiros sinais de musculatura tensa e aflição, você respire fundo e lembre-se que o concurso não é obstáculo, mas sim uma ponte para uma trajetória de sucesso. 

No melhor cenário, você conquista a aprovação e ingressa na carreira pública. No pior cenário, mesmo não conseguindo a aprovação a prova vai servir como experiência e treino para provas futuras.

Como diminuir a pressão no dia da prova

Neste tópico, vou me dedicar a apresentar algumas dicas pessoais de como garantir mais tranquilidade para o dia da prova. Para tanto, comece o seu preparo na véspera da avaliação.

Um dia antes da prova, programe atividades relaxantes e não fique bitolado em meio aos livros e apostilas. Procure fazer uma caminhada e desopilar, isso ajuda a manter corpo e mente sãos.

Também não esqueça de preparar tudo que precisará no dia seguinte (documentos, comprovante de inscrição, materiais para a realização da prova e lanche/água). Ah! E nem pense em fazer farras gastronômicas ou ingerir bebidas alcoólicas. Procure dormir mais cedo.

No “dia D”, acorde com antecedência para ter tempo suficiente e realizar tudo o que tiver de fazer com calma. Faça uma refeição saudável e leve. Confira em uma última checagem se tudo o que precisa ser levado está em ordem e se dirija ao local da prova com antecedência.

Chegando ao endereço indicado, se encaminhe para a sua sala. Escolha um bom lugar para se sentar. Se os lugares não forem pré definidos, evite a proximidade da porta para evitar distrações com entradas e saídas de outros candidatos. Observe, ainda, a incidência de sol para não ficar exposto ao calor excessivo.

Dicas rápidas para maior concentração

Quando você estiver finalmente diante da avaliação, meu conselho é colocar em prática as seguintes dicas para afastar a ansiedade no dia da prova:

  • Atente às instruções do caderno de perguntas e/ou as orientações dos supervisores;
  • Mesmo que o material seja complexo e longo, mantenha uma atitude positiva para evitar a ansiedade na hora da prova;
  • Caso se sentir muito nervoso diante da dificuldade das questões, relaxe e respire profundamente para oxigenar o cérebro e se acalmar;
  • Concentre-se na leitura e na tarefa que estiver realizando, lembrando de todo o preparo ao qual você se dedicou até chegar nesse momento;
  • Não fique divagando por muito tempo diante das dúvidas, siga em frente;
  • Se ficar muito sonolento ou distraído, vá ao banheiro lavar o rosto ou tome uma água, mantendo-se alerta;
  • Mantenha a postura na sua cadeira, isso inclusive ajuda na circulação sanguínea e na concentração;
  • Não olhe para o que os outros candidatos estão fazendo, preocupe-se somente com o seu desempenho;
  • Seja racional ao longo da atividade avaliativa e procure evitar se entregar às emoções.

Mesmo assim deu branco, e agora?

Os picos de adrenalina podem gerar eventuais esquecimentos – o famigerado “branco na hora da prova”. A boa notícia é que essa situação costuma passar naturalmente em pouco tempo. Basta respirar fundo e não entrar em pânico, o que gera ainda mais adrenalina.

Se ainda assim não conseguir resolver determinada questão, deixe ela para o final. Lembre-se que você não precisa acertar a prova toda para ir bem. Continue adiante e depois retorne para resolver as dúvidas.

Essas foram as minhas ideias e recomendações, espero ter colaborado com você a controlar a ansiedade no dia da prova. Até mais!

Escreva um comentário